INTERNACIONAL

Presidente da Ahimsa Partners é apresentado a projetos da resposta brasileira ao HIV

Dirigente de organização francesa visitou o DIAHV e o Distrito Sanitário Especial Indígena no Amazonas

28.06.2018 - 16:32
05.07.2018 - 16:23

 

[node:title]O presidente da organização francesa Ahimsa Partners, Jean-François de Lavison, esteve no Brasil entre os dias 19 e 22 de junho para conhecer ações da resposta brasileira para prevenção, diagnóstico e tratamento do HIV em populações-chave e prioritárias. A organização articula uma rede de profissionais e pessoas ligadas à saúde pública – e aconselha fundações na escolha de prioridades para suas ações, orientando-as na gestão de seus projetos. Também articula fundações na organização de reuniões científicas internacionais de alto nível sobre saúde pública, com participação de atores de renome internacional, promovendo interessantes oportunidades de cooperação.

Além de uma visita ao Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV) e à Casa de Saúde Indígena (Casai) do Distrito Federal (DF), em Brasília, Jean-François de Lavison também conheceu ações realizadas pelas fundações Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e Alfredo da Matta (FUAM), em Manaus (AM); e o Distrito Sanitário Especial Indígena Alto Rios Solimões (DSEI ARS), em Tabatinga (AM).

Em Manaus, visitou o setor de atendimento a pessoas vivendo com infecções sexualmente transmissíveis, na Fundação Alfredo da Matta; em Tabatinga, conheceu ações de saúde realizadas diretamente com a população indígena do Alto do Rio Solimões.

Durante a visita ao DIAHV, foram apresentadas as ações do Ministério da Saúde no contexto do Sistema Único de Saúde (SUS). “O que me impressiona é que o serviço para pessoas vivendo com HIV é gratuito para todos, além de atender aos estrangeiros que estão no país”, comentou.

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), em parceria com os técnicos que atuam com o tema no DIAHV, também apresentou a forma como as práticas de saúde tradicionais indígenas são contempladas em ações e programas.  “Penso que esse é o caminho: precisamos fazer pontes”, concluiu Jean-François de Lavison.

Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais
Conheça também a página do DIAHV no Facebook:
https://www.facebook.com/ISTAidsHV