COOPERAÇÃO

Brasil doa antirretrovirais para imigrantes venezuelanos na Colômbia

Medicamentos chegam esta semana na cidade de Cúcuta e irão atender cerca de 500 pessoas que se encontram em território colombiano

03.10.2018 - 11:25
08.10.2018 - 14:48

 

[node:title]O Ministério da Saúde da Colômbia solicitou formalmente ao Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV) do Ministério da Saúde, doação de antirretrovirais aos imigrantes venezuelanos que se encontram na cidade de Cúcuta, capital do departamento de Norte de Santander, situada na fronteira com a Venezuela.

O pedido foi realizado à Embaixada do Brasil em Bogotá em junho, e prosseguiu com os trâmites legais entre os países e foi encerrado no final do mês de setembro. Foram disponibilizados 360 mil comprimidos ao todo, sendo 180.000 comprimidos de Fumarato de Tenofovir 300mg + Lamivudina 300mg e 180.000 comprimidos de Dolutegravir 50 mg, medicamento de primeira linha de tratamento no Brasil. Vale salientar que este tipo de doação só é permitido se não houver comprometimento do abastecimento nacional.

A carga de antirretrovirais saiu do almoxarifado central do Ministério da Saúde em Brasília e seguiu para São Paulo, com destino a Bogotá, Colômbia. De lá, partirão para Cúcuta e devem estar disponíveis até o final de semana. O transporte foi financiado pela ONG Aids Healthcare Foundation (AHF) e a quantidade mencionada irá atender cerca de 500 pessoas durante o período de 1 ano.

Participaram deste processo o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV) do Ministério da Saúde, a Assessoria Internacional de Assuntos de Saúde/Gabinete do Ministro, o Itamaraty, com efetiva atuação da Embaixada do Brasil em Bogotá e Agência Brasileira de Cooperação (ABC) – que foi responsável pelo desembaraço aduaneiro no Brasil.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) teve papel fundamental para que os antirretrovirais pudessem atender aos requisitos legais do governo colombiano. No mesmo sentido, a ONG Aids Healthcare Foundation (AHF) contribuiu com os meios administrativos para efetivar a doação, financiou o transporte dos medicamentos e, com o respaldo do governo colombiano, ainda fará a distribuição dos antirretrovirais e acolhimento dos imigrantes venezuelanos em Cúcuta.

Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais
Conheça também a página do DIAHV no Facebook:
https://www.facebook.com/ISTAidsHV